EDITORIAL

SOMOS MUITOS...
Uns como civis,
outros militares,
de todos os continentes
e cores, feitios,e ideologia
, de um lado ,de ambos, ou
do outro lado da barricada,
ou de nenhum dos lados...
Este é o espaço de todos os que
em algum tempo da sua vida comungaram passageiramente, ou enraizadamente do solo e cultura do ex-ultramar lusitano...
do brasil a timor, de macau à india...
Na crisa do sol e da chuva,
da lua e da brisa do mar,
comungamos todos esse olhar sem fim
de esperança na Humanidade...
DESERDADOS DA FORTUNA...
Refractários talvez...
DESERTORES? NUNCA !!!

digite uma palavra

toque

Ocorreu um erro neste dispositivo

Radios do Brasil ao vivo

terça-feira, 7 de julho de 2009

ENCONTRO com D. SEBASTIÃO

Encontro com D. Sebastião

As ondas baloiçam

no mar da Póvoa.

O mar enrola na areia

e tráz consigo uma caravela

 

Eis que chega D. Sebastião

O ETERNO RETORNADO.

Segue sempre em frente

na sua satisfação insatisfeita

Encontro-me com ele numa esquina:

- Que me queres Pá? Conheço-te de onde?

-Amigo sou SEBASTIÃO “o Desejado”..

-Tu ?! Não brinques comigo !!!

Chegou D. Sebastião barbado

e cabelo grande…

Chegou D. Sebastião mais parecido

no vestir e na forma com um hippy…

Se és D. Sebastião

se és meu amigo,

fala comigo!

Diz-me então porque voltaste!

Voltei porque a raposa matreira

me disse que aqui os rios cantavam

e que tudo nascia e não morria

como em eterma Primavera !

Sim és D. Sebastião.

Sonhas sempre! sonhas Sempre!

Serás sempre Jovem! sempre o Serás!

Agora Vê !Que vale sonhar Sebastião?

Sim dizes bem

que vale sonhar!

pois vale para acordarmos depois

e sentirmos como eu agora-triste

triste por ver que as pedras emagrecem

no desgastante andar dos famintos

pelas calçadas.

triste por ver que as folhas continuam

a envelhecer…

…que tudo morre…

…e nada chega a VIVER !!!

Póvoa de Varzim, 23 de Agosto de 1976

in” Poesia Incontinente- ngola gomes

renato gomes pereira